Cirurgia Metabólica: Uma Excelente Alternativa para o Diabetes Tipo 2

cirurgia-metabolica-equipe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Por Dr. Ricardo Cohen, coordenador do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Os gastos com o diabetes representaram 1,1% do PIB nacional, em 2017, sendo de R$ 8 milhões, por hora, o montante responsável por complicações da doença, e cerca de  R$ 53 mil, por hora, destinados às internações por motivos diversos relacionados ao diabetes, o que coloca o Brasil no 6° lugar, entre os países que mais gastam com o diabetes, no mundo.

gastos com diabetes

A doença crônica, progressiva e grave, que aumenta, anualmente, mais do que a obesidade, aqui e no exterior, custa muito caro aos cofres brasileiros, quando os  seus custos poderiam ser controlados se a cirurgia metabólica fosse amplamente adotada como integrante do arsenal terapêutico para tratar do diabetes não compensado pelo tratamento clínico, nas esferas pública e privada da saúde.

 No Brasil, o impacto do diabetes é subestimado quando comparado a outras doenças crônicas e progressivas: os casos mais graves que registram colesterol, pressão e glicemia descontrolados, representam o triplo de doentes em relação à soma de acometidos pelo mal de Parkinson e a AIDS, por exemplo. 

Isso evidencia um claro desequilíbrio no olhar despendido para as doenças crônicas relevantes, mas não mais prevalentes do que o binômio obesidade-diabetes --, principalmente quando se leva em conta que o índice de pessoas com diabetes tipo 2, saltou de 5% para 7,7%, em dois anos, de acordo com o Vigitel, contabilizando a grande maioria dos 12,5 milhões de pacientes atualmente existentes em nosso país.

pessoas com diabetes tipo 2

Em um estudo do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz com pacientes do SUS, fica claro que quanto mais se adia a indicação cirúrgica para aqueles que necessitam, maior a mortalidade e complicações na fila de espera, onerando ainda mais o sistema público de saúde.

A cirurgia metabólica é considerada por diversas entidades mundiais de regulamentação da prática médica, como uma boa opção de tratamentos para o diabetes tipo 2, quando  o melhor tratamento clínico falha. Instituições como o National Institute for Clinical Excellence – NICE, da Inglaterra – que já tem a cirurgia metabólica no seu rol, desde 2012, indicam que a cirurgia metabólica ainda oferece benefícios preventivos em eventos cardiovasculares que também podem resultar em economia a longo prazo.

Além de prevenir complicações renais, nas retinas e amputações por neuropatia, a cirurgia metabólica pode evitar infartos, AVCs e insuficiência cardíaca. Mais de 20 estudos de relevância internacional comprovam a diminuição da ocorrência desses eventos, apontando que o risco cardiovascular é de 5 a 10 vezes menor em pacientes submetidos à cirurgia metabólica.

E quanto custa o impacto orçamentário de um AVC, no Brasil? Cerca de U$450 milhões por ano e em torno de U$4 bilhões com relação ao infarto – gastos nada desprezíveis se comparados aos R$ 290 milhões de reais correspondentes a um custo incremental para indicações corretas de cirurgia metabólica, no Brasil.

custo tratamentos brasil

Um dos argumentos usados contra a cirurgia metabólica é de que se trata de um procedimento não seguro. Mas as cirurgias metabólicas apresentam apenas 3,4% de complicações em pacientes com diabetes, enquanto as complicações em cirurgias coronarianas podem apresentar riscos 10 vezes maiores. E a mortalidade do procedimento está em torno de 0,1%, um índice muito próximo do risco de morte presente em numa retirada de um apêndice ou numa cirurgia de prótese de joelho.

 No que diz respeito às cirurgias ortopédicas simples, aliás, 15% das pessoas que necessitam de prótese de quadril são operadas no Brasil, mas somente 0,96% dos doentes com diabetes elegíveis para a cirurgia metabólica passam pelo procedimento, conforme cálculo realizado por um consenso mundial de instituições que lidam com o assunto. É necessário ressaltar que a primeira melhora a qualidade de vida, enquanto a cirurgia metabólica afeta diretamente o índice de mortalidade dos pacientes.

cirurgia metabolica procedimento

O que nos leva ao seguinte questionamento:

E se, a exemplo dos pacientes com diabetes elegíveis, apenas 1% dos pacientes com câncer de próstata ou de mama no país fossem tratados com cirurgia?

Isso seria inaceitável, tanto do ponto filosófico como ético da prática da medicina.

A cirurgia metabólica é uma opção terapêutica comprovadamente eficaz para os doentes com diabetes com inúmeros benefícios para tratar da doença e das comorbidades associadas.  Isso já está mais do que comprovado. E o país já dispõe de dados sólidos que demonstram a expressiva economia que poderia ser feita tanto para o sistema público de saúde como para o sistema privado. O que estamos esperando?

Dr. Ricardo Cohen:

Coordenador do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (2011-2012). Membro do Comitê Executivo da Federação Internacional de Cirurgia da Obesidade (IFSO).

Artigos relacionados

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Receba artigos sobre diabetes, obesidade e estilo de vida direto na sua caixa postal!

Falta pouco tempo para a consulta pública da ANS

Days
Hours
Minutes
Seconds

vote para que a cirurgia metabólica tenha cobertura dos planos de saúde

Deixe o seu email para receber a nossa newsletter e ficar por dentro de tudo sobre a consulta pública.