Bypass Gástrico: Conheça o “Padrão Ouro” da Cirurgia Bariátrica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Bypass Gástrico é hoje o tipo de cirurgia bariátrica mais praticado no Brasil. Descubra o que é o Bypass Gástrico e por que ele se tornou o padrão ouro da cirurgia bariátrica.

Você já deve ter ouvido falar da cirurgia bariátrica.

Ela também ficou conhecida como “cirurgia de obesidade” ou “cirurgia de redução de estômago”.

Essas são formas corretas de se referir à cirurgia bariátrica, uma vez que é uma cirurgia que trata a obesidade e doenças metabólicas através da mudança na anatomia do estômago e/ou do intestino.

A cirurgia bariátrica ficou muito conhecida devido aos resultados surpreendentes no tratamento da obesidade e pelos efeitos metabólicos sobre o controle de muitos problemas de saúde.

Um dos efeitos da diminuição do tamanho do estômago com a cirurgia é a redução na produção de um hormônio chamado grelinal. Esse hormônio é um dos responsáveis pela sensação de fome e, com a sua redução, as pessoas sentem menos fome e, consequentemente, perdem peso.

No entanto, como veremos, a cirurgia bariátrica é muito mais do que isso, pois se trata de um procedimento complexo e revolucionário no tratamento da obesidade.

Por conta disso, a busca pela cirurgia bariátrica tem aumentado muito nos últimos anos.

Para você ter uma ideia, segundo a SBCBM (Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica), ao redor de 100 mil pessoas fizeram a cirurgia bariátrica no Brasil só em 2018.

Além disso, a cirurgia bariátrica, caso indicada, além de tratar a obesidade, oferece uma série de benefícios no tratamento de doenças associadas, tais como o diabetes tipo 2, a dislipidemia (colesterol/triglicérides elevados), hipertensão, apneia do sono e esofagite de refluxo, dentre outras.

Tipos de Cirurgia: Bypass ou Sleeve?

As técnicas de cirurgia bariátrica mais utilizadas no mundo atualmente são o Bypass Gástrico e a Gastrectomia Vrryical ou Sleeve.

É importante notar que, apesar de compartilharem os mesmos objetivos (redução de peso e efeitos metabólicos), o Bypass Gástrico e o Sleeve são técnicas diferentes.

Ambas as técnicas possuem resultados muito semelhantes em termos de perda de peso e controle da maioria dos problemas. Mas há algumas situações que tornam uma melhor do que a outra. A decisão de escolher entre o Bypass Gástrico e o Sleeve é feita em geral após avaliação de diferentes aspectos do paciente, levando em conta suas prioridades e necessidades.

O Que é o Bypass Gástrico

A cirurgia bariátrica por Bypass Gástrico ou gastroplastiaY de Roux” é a modalidade mais praticada no Brasil e representa cerca de 75% de todas as cirurgias bariátricas realizadas.

Apesar de ser um procedimento criado há mais de 50 anos nos Estados Unidos, o Bypass Gástrico evoluiu muito ao longo do tempo e é hoje um procedimento seguro e com resultados consistentes e sustentáveis a longo prazo.

Por isso, hoje o Bypass Gástrico é considerado pela maioria dos cirurgiões como o padrão ouro da cirurgia bariátrica.

Uma das evoluções da cirurgia bariátrica é que ela é realizada de forma minimamente invasiva, através de videolaparoscopia, fazendo com que a recuperação do paciente seja muito mais rápida e os riscos muito reduzidos em relação ao método antigo, com o abdome aberto.

Como é Feito o Bypass Gástrico

No Bypass, o estômago é dividido em duas partes através de um “grampeamento cirúrgico”: uma parte maior, onde será mantido toda a vascularização, fica excluída do trânsito alimentar, e a outra por onde passará o alimento fica bem reduzida.

Além disso, é realizado um pequeno desvio no intestino na sua porção inicial, alterando a trajetória do alimento pelo trato digestivo. Essa alteração tem como objetivo levar o alimento mais rapidamente ao final do intestino delgado, onde alguns outros hormônios serão estimulados e produzidos. Esses outros hormônios levam à saciedade precoce e aumento do gasto energético, o que também contribui para a perda de peso. O resultado é que o paciente passa a ter apetite reduzido e saciedade precoce devido à ação de vários entero-hormônios.

Assim, o tratamento para obesidade é o resultado da somatória dessas duas intervenções:

  1. Redução do volume gástrico – menor sensação de
    fome;
  2. Modificação no intestino – saciedade precoce e
    melhora metabólica.

Cabe destacar que o Bypass Gástrico é  um procedimento seguro e aprovado pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), desde que realizado por um profissional especializado.

Quem Deve Fazer a Cirurgia?

Como dissemos, o Bypass Gástrico é uma cirurgia indicada para o tratamento da obesidade, assim como das doenças associadas.

A indicação de cirurgia é feita por uma equipe multidisciplinar, incluindo diversos profissionais de saúde, como endocrinologista, cirurgião bariátrico, nutricionistas e psicólogos.

Num primeiro momento, ao avaliar um possível candidato à cirurgia, alguns fatores devem ser considerados:

  • Tempo de evolução da doença;
  • Tratamentos anteriores;
  • Presença de doenças associadas.

Além disso, o Índice de Massa Corpórea (IMC) é uma referência fundamental para avaliar o estado de saúde do paciente: a cirurgia é indicada para pessoas que tenham o IMC igual ou maior do que 40 kg/m² , mesmo na ausência de doenças associadas (comorbidades), como diabetes e hipertensão.

Pessoas com IMC entre 35 e 39 kg/m² que tenham pelo menos duas doenças associadas à obesidade (comorbidades), como diabetes tipo 2, hipertensão, dislipidemia ou várias outras, também têm indicação formal de cirurgia.

Pacientes com idades entre 18 e 65 anos podem realizar a cirurgia sem restrições, desde que com indicação médica.

Já os pacientes com idade inferior a 18 ou superior a 65 anos devem ser avaliados individualmente por uma equipe multidisciplinar, levando em conta os seguintes critérios:

  • Risco cirúrgico;
  • Presença de comorbidades;
  • Gravidade da doença;
  • Qualidade de vida;
  • Benefícios do emagrecimento.

Conheça os Benefícios

Na maioria dos casos, o Bypass Gástrico, proporciona uma série de benefícios para o tratamento da obesidade e tratamento do diabetes, assim como, as diversas doenças associadas, podendo levar em alguns casos à remissão e/ou controle do diabetes.

Veja alguns do benefícios do Bypass Gástrico para a saúde:

  • Redução de peso;
  • Remissão das doenças associadas à
    obesidade:
  • Diabetes tipo 2
  • Pressão arterial
  • Lípidos sanguíneos;
  • Níveis de acido úrico;
  • Dores articulares;
  • Diminuição do risco de
    mortalidade;
  • Aumento da expectativa de vida;
  • Melhor qualidade de vida.

Bypass Gástrico: Antes e Depois

Podemos dizer que após a cirurgia bariátrica uma vida nova se inicia para o paciente.

A redução da obesidade e das doenças relacionadas proporcionam um benefício enorme para a saúde, que impacta diretamente na qualidade de vida do paciente.

No entanto, o tratamento não acaba com a cirurgia. Na verdade, ele marca o início de um novo estilo de vida. Um estilo de vida mais saudável, com foco em uma dieta saudável e exercícios físicos.

Por conta disso, o paciente deverá ser orientado com relação ao tipo de dieta mais adequada para o seu caso.

Quais são os Riscos da Cirurgia?

Por se tratar de procedimento realizado de forma minimamente invasiva por videolaparoscopia e com a utilização de novos recursos anestésicos, os riscos de uma cirurgia bariátrica são considerados baixos, quando comparados a outros procedimentos de mesma complexidade.

No entanto, como em qualquer procedimento os riscos existem e precisam ser mitigados.

Por isso, busque sempre um médico habilitado, preferencialmente um membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) com experiência comprovada em procedimentos bariátricos, e apoiado por uma equipe multiprofissional completa, assim como um hospital de referência, com estrutura adequada para realizar a cirurgia.

Artigos relacionados